Tendência confirmada para o Verão 2018 – Cruise

Cruise


Como havia falado na MIID 41 a Coleção Cruise é uma aposta da Marré Infinito para o Verão 2018. No meu giro no circuito fashion de São Paulo não encontrei nada desta tendência que inspirasse um click. Mergulhei no Google para encontrar alguma coisa que adorasse.
Pasmem!!!
Encontrei um look do dia perfeito:  cores, estilo e  local.
Melhor ainda a blogueira é uma brasileira que mora a 8 anos em Portugal.
Cá Cavalvante tem um blog Incrível que se chama Estilo a Qualquer Custo e segundo ela ter “Estilo” é mais fácil e barato que “Estar na Moda”.
O post é do último Verão Europeu e está alinhadíssmo com o que realmente pensei para a Coleção Cruise, mais do que uma combinação de cores fantásticas, ela inspira atitude e lyfe style, águas, mares, rios, muitooooo sol…. e frescor.
Nada melhor do que sair na frente e desfilar com um look do verão Europeu com combinações fora das prateleiras do Brasil. Ricaaaa!
Preparamos uma seleção de semijoias da Coleção Cruise da Marré Infinito para Cá Cavalcanti:
Confira o blog Estilo a Qualquer Custo de Cá Cavalcanti e veja todos os detalhes deste look.

Combinação De Cores

A combinação de cores da coleção Cruise foi inspirada nos veios da Malaquita, com uma variação incrível de tons verdes que vão dos mais escuros aos mais claros.
Na malaquita encontramos entre os azuis o turquesa esverdeado. O que parece curioso pode ser facilmente explicado. A turquesa tem tons variados entre o verde água e o azul celeste. Os tons de verde ocorrem principalmente nos minerais com maior concentração de cobre.
Lembre dos tachos de cobre da sua vó, aqueles lindos de fazer doce de compota. Aqui em Minas Gerais eles são muito comuns. Quando os utensílios de cobre ficam expostos ao tempo, eles oxidam e aparece umas manchas esverdeadas.
Esta propriedade produz efeitos muito apreciados no mundo da decoração e arte. Veja o vaso com oxidações intencionais como ficou com um aspecto maravilhoso.

A malaquita é composta de carbonato de cobre por isto seus vários tons de verde. Ela é muito encontrada atualmente nos Montes Urais na Rússia, mas me lembro de uma mina no Congo, na África na terra dos gorilas. Depois vou aprofundar minha pesquisa. Fiquei curiosa.
Nas semijoias usamos uma versão da malaquita produzida em laboratório que chamamos de malaquita reconstituída. Ela torna possível o uso da malaquita em versões maiores, com um custo acessível. Mesmo a malaquita reconstituída tem um valor mais alto se compara as outras pedras usadas nas semijoias.
Partindo dos veios da malaquita, exploramos seus tons com a turquesa reconstituída, jades e quartzos de várias tonalidades.
Curiosamente na MIID 41 na Coleção Verde Militar temos um conjunto Ícone – L001, na versão malaquita. Comprei o bruto desta pedra como sendo malaquita. Achei estranho na época, questionei o lapidário que estava me vendendo e ele confirmou com toda certeza. Como as pedras são um mistério e sempre nos surpreendem, eu acredito que seja mesmo. A cristalização dela é bem diferente do quartzo e apesar de não ter os veios ela tem um verde intenso e uma dureza que produz um brilho todo especial. Veja na foto, entendo que ela seja um mineral com cristalização mais uniforme.

Porque o nome Cruise?
Na verdade este nome foi inspirado nas coleções do Karl Legerfeld para as temporadas de férias dos ricos. Já fazem alguns anos que Karl dando sua assinatura no mundo da moda do século 21, propõe as coleções Cruise com um estilo todo voltado ao lifestyle das viagens.
Karl é realmente uma das figuras mais impressionantes do mundo da moda, enquanto alguns estilistas morrem de estresse para criar as coleções de Verão e Inverno. Karl Legerfeld além de assinar as coleções de três grandes marcas, marcas Chanel, Fendi e Legerfeld , nos presenteia com as inspiradoras coleções Cruise.
Eu me apaixonei e tenho certeza que você também vai se apaixonar.

Encantem-se com o vídeo sobre a história da Coleção Cruise 2016/17 Chanel em Cuba. Na foto Karl Legerfeld com o casting.
https://www.youtube.com/watch?v=xp625sFswF8

Assista a todo o desfile, vinte minutos que vão te fazer levitar.
Encerro então com um desfile que ficará na história, Chanel cruise 2017/18 inspirado na Grécia Antiga. 

Karl mais uma vez nos leva para outra dimensão. Admirem toda a estética, a modernidade das referências de época e a sofisticação de cada detalhe.

Vale ou não vale a inspiração do nome da Coleção Cruise?

Com Amor,
Pat Marré.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat