A História do Bracelete

Braceletes são uma tendência. Largos, de metal, com pedras, em conjunto… Os acessórios aparecem de formas cada vez mais variadas, e fashionistas afirmam que serão uma febre ainda maior no inverno de 2014. Mas você sabia que esta peça possui uma longa história?

O bracelete é usado desde o Egito Antigo. Lá, o acessório representava o renascimento, e, por isso, era utilizado principalmente em mumificações. Também funcionava como revelador de status social: usar bracelete nos dois braços era um hábito da realeza para representar seu poder.

Desde então, outras crenças e rituais apareceram relacionadas ao bracelete, em países como a Bulgária (cordas vermelhas e brancas amarradas no pulso trazem saúde, amor e felicidade), a Grécia (uso do bracelete no primeiro dia de março até o fim do verão ajuda a proteger do sol forte) e a Índia (o uso do acessório tem relação com o estado civil de seu portador).

A entrada do acessório ao mundo da moda ocorreu nos anos 30. Chanel foi a responsável desse feito, em uma parceria com Duque de Verdura, designer de joias. Foi lançado, então, o marcante bracelete de Cruz de Malta.

O acessório, desde então, já apareceu em figurinos de filmes e novelas, em visuais de celebridades e em fashionistas nas ruas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat